Venda de lotes de terreno virtual no metaverso arrecada R$ 1,6 bilhão em criptomoedas

A venda de lotes de um terreno virtual no metaverso arrecadou um valor total equivalente a US$ 320 milhões, ou R$ 1,6 bilhão. De acordo com a agência de notícias especializada em economia ‘Bloomberg’, foi a maior negociação em criptomoedas a ser concluída na história. A operação foi conduzida pela companhia Yuga Labs, a mesma que criou a coleção de arte dos ‘Bored Apes’ (‘Macacos Entediados’) em NFT – formato que garante a autenticidade e propriedade dos donos de bens digitais. A Yuga Labs pretende lançar um jogo chamado ‘Otherside’ no metaverso, e os terrenos foram comprados por possíveis jogadores, embora ele ainda não tenha começado nem tenha data para ser lançado. Cada lote teve preço de US$ 5,8 mil, de acordo com a conversão da ‘apecoin’, a moeda digital criada pela empresa. No total, 55 mil pedaços de terra virtuais foram vendidos, e receberam o nome de ‘Otherdeeds’, e outros 45 mil foram dados aos funcionários do Yuga Labs.

A compra e venda de terrenos no metaverso ocorre pois os donos consideram uma possibilidade de lucrar com elas, para vender quando se valorizarem, colocar anúncios que possam ser vistos por outros usuários, criar games ou realizar eventos virtuais que utilizem o espaço, numa dinâmica parecida com a do mercado imobiliário do mundo real. Pedaços de terra virtuais em ‘Decentraland’, um dos espaços digitais mais famosos, chegaram a ser vendidos por US$ 2,4 milhões (R$ 12,2 milhões, na cotação atual) em 2021. Espera-se que o metaverso cresça muito nos próximos anos e se torne cada vez mais um centro de negócios lucrativo, conforme mais pessoas passarem a integrar diferentes versões dele.

spot_img

Recentes

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here